AAS (Aspirina/Ácido Acetil Salicílico)

Description: C:\Users\Lourenço\Desktop\MKT Digital\Ortopedista em São Paulo\Imagens\Aspirina.jpg

            A aspirina ou o AAS foi o primeiro anti-inflamatório sintetizado no mundo e hoje serve para uma série de doenças, mas você sabia que ela vem do extrato de uma planta?

            A Aspirina ou ácido acetil salicílico (AAS), foi o primeiro anti-inflamatório sintetizado do mundo e por um tempo, foi o remédio mais usado também. Ela foi sintetizada do extrato do Salgueiro, que tem uma substância que já era usada na época para fins medicinais, ou seja, era um fitoterápico.

            O ácido acetil salicílico tem efeito anti-inflamatório, analgésico, antitérmico, ou seja, controla a febre, e funciona como antiagregante plaquetário, hoje seu principal uso na medicina, prevenindo tromboses e coágulos indesejados.

            Antigamente era muito utilizada pelos seus efeitos anti-inflamatórios e analgésicos, como no caso para dor de cabeça e dores musculares, hoje é menos utilizado para esse fim e é mais usada pelo seu efeito antiagregante plaquetário.

            Bom, as plaquetas são células do sangue sem núcleo, que tem efeito na formação do coágulo, controlando sangramentos. Em algumas pessoas existe o risco de coágulos ocorrerem dentro da própria corrente sanguínea, levando a entupimento de vasos sanguíneos e por consequência, levando a doenças cardiovasculares como um infarto do coração e derrame cerebral e embolia pulmonar. Assim a aspirina inibe a agregação, aglutinação ou união entre essas plaquetas evitando a formação de trombos.

            Os principais riscos e cuidados a serem tomados no uso deste remédio são pacientes com gastrite ou úlcera no estômago, alergia e risco de sangramentos, como no caso de uma cirurgia.

            Antigamente era sempre orientado para as pessoas que usavam aspirina e iam ser submetidas a uma cirurgia, que deveriam parar de usar o remédio, uma semana antes do procedimento. Isso porque o efeito da aspirina de controlar a formação do coágulo demora em torno de uma semana para passar.

            Hoje, pelo risco alto de algumas doenças cardiovasculares em muitas situações mantém-se o uso da aspirina, colocando sempre numa balança os riscos e benefícios, essa avaliação tem que ser realizada individualmente, caso a caso, pelos seus médicos tanto o cirurgião quanto o cardiologista.

            Aspirina é utilizada na dosagem de 100 miligramas, também conhecido como AAS infantil, uma vez por dia, geralmente no almoço, com objetivo de prevenir doenças cardiovasculares.

            Ela existe também na formulação de 500 miligramas que pode ser usada como analgésico, antiinflamatório e antitérmico. Nessas circunstâncias utiliza-se para adultos 1 a 2 comprimidos de 8 em 8 horas podendo se administrar até de 4 em 4 horas, com um máximo de 8 comprimidos, ou 4 g de ácido acetil salicílico por dia. Para crianças maiores de 12 anos é indicado apenas um comprimido de 8 em 8 horas.

            Para as pessoas que têm muita gastrite ou até a úlcera no estômago, o que pode ser feito é a substituição por outro anti-inflamatório, se é essa a finalidade do uso, como por exemplo o Meloxicam.

            Para aquelas pessoas que estão usando o remédio para prevenir tromboses, pode associar com algum remédio protetor gástrico como a ranitidina ou o omeprazol, ou ainda substituir por outro remédio anticoagulante, com o xarelto, o claxane, entre outros.

            Para isso é fundamental que consulte um médico, essa substituição não deve ser feita por conta própria. Eu particularmente uso pouco como analgésico e anti-inflamatório, tanto para mim como os meus pacientes, mas eu costumo usar ás vezes para prevenir tromboses após cirurgias que realizo.

            Um cuidado importante é que esse remédio não deve ser usado de forma contínua sem consultar um médico antes, porque eu já vi casos graves de hemorragia gástrica e cerebral por pessoas que fizeram o uso de forma errada. 

            Se ficou com alguma dúvida, gostaria de fazer alguma sugestão, ou alguma colocação, escreva abaixo nos comentários. Agora se necessita agendar uma consulta, atendo como ortopedista em São Paulo (Itaim Bibi e Higienópolis) e Alphaville (Barueri / Santana de Parnaíba) e por telemedicina.

REFERÊNCIA:

Bula