Cervicalgia


Índice

1. DOR NA CERVICAL
2. Cervicalgia anatomia
3. Causas da cervicalgia
4. Dor na coluna cervical sintomas e diagnóstico
5. Sintomas das doenças cervicais
6. Tratamentos
7. Mas o Torcicolo o que é?
8. Torcicolo o que fazer?
9. Referências

1. DOR NA CERVICAL

Introdução

No espectro das doenças da coluna, a cervicalgia está entre as mais comuns, junto com a lombalgia e a dorsalgia, de características mecânicas. A incidência estimada de dor na cervical varia de 10 a 50% da população geral.

O que é cervicalgia?

O termo cervicalgia significa dor na coluna cervical, podendo ser de característica aguda ou crônica. A cervicalgia é uma doença multifatorial, ou seja, não existe uma única causa. Ela pode ser isolada na coluna, conhecida como torcicolo ou cervicalgia, ou pode apresentar irradiação para os membros superiores, conhecida como cervicobraquialgia.

Anatomia

2. Cervicalgia anatomia

A coluna cervical é composta por sete vértebras localizadas na região do pescoço, desta forma, ela foi preparada para sustentar o peso da cabeça, mas também os membros superiores. Além da parte óssea temos os discos intervertebrais que servem como um amortecedor para absorção do impacto e permitem certo grau de movimento.

Territorio-de-inervacao-das-raizes-cervicais

Território de inervação das raízes cervicais

Importante

Estabilizando as vértebras e discos, temos os ligamentos e músculos. É importante notar que não só os músculos próximos à coluna a estabilizam, mas também parte dos músculos do membro superior, como o trapézio e o elevador da escápula, que se inserem nessa região.

Interior do Canal Vertebral

O interior do canal vertebral é por onde passa a medula espinhal. Na coluna cervical o diâmetro do canal apresenta maior tamanho, proporcionalmente, quando comparado com os outros seguimentos da coluna. Os forâmens são orifícios, entre as vértebras, por onde passam as raízes nervosas.

Na coluna cervical existem ainda 8 pares de raízes nervosas e um par de artérias vertebrais. Por conta dessas estruturas, podemos apresentar dores e sintomas à distância para os membros superiores e cabeça, quando comprimidas.

Causas

3. Causas da cervicalgia

Como vimos, a cervicalgia/cervicobraquialgia são doenças multifatoriais. Qualquer fator que acelera o processo degenerativo ou causa fraqueza muscular local pode colaborar no desenvolvimento da dor na cervical.

Associado a isso, o sedentarismo, o desequilíbrio, a má postura e a fraqueza muscular levam à sobrecarga e dificuldade de estabilizar as estruturas já comprometidas, causando dor aguda ou crônica, muitas vezes com compressão de raízes nervosas.

Atualmente, com uso dos celulares smartphones, a incidência de cervicalgia aumentou muito, pois a postura inclinada para utilizar os mesmos pode aumentar em até 5,5 vezes o peso para sustentação da cabeça. Altura inadequada da mesa no trabalho ou do travesseiro são outros fatores comuns para o desenvolvimento e agravamento da doença.

4. Dor na coluna cervical sintomas e diagnóstico

Conforme a queixa e anatomia, podemos supor os locais possíveis do problema. Entre os sintomas temos as dores de origem muscular, articulação, do disco intervertebral e das raízes nervosas. Ocasionalmente podemos apresentar dores relacionadas a doenças infecciosas, neoplásicas e de órgãos da região cervical.

Contratura muscular cervical

Também conhecida como cervicalgia tensional. Dores de origem muscular habitualmente estão relacionadas a problemas posturais, excesso de esforço ou contraturas. O paciente costuma ter uma dor difusa, que acompanha a musculatura acometida e piora com movimento.

Lesões Degenerativas

Lesão degenerativas nas articulações facetárias e discogênicas também podem causar dor na cervical sem irradiação para os membros. Tanto estas lesões, quanto as musculares, podem causar dor na coluna cervical que irradia para a cabeça ou para os dorso e ombros. Eventualmente, quadros mais intensos os pacientes podem se queixar da dor cervical e tonturas, com ou sem cefaléia (dor de cabeça).

Cervicalgia com irradiação para membros superiores

Pacientes com cervicobraquialgia, ou seja, dor na cervical com irradiação para os membros superiores, geralmente têm algum tipo irritação nervosa. A dor radicular costuma irradiar para o local de inervação do nervo acometido, elas podem sofrer compressão por estruturas na coluna ou fora dela, este sintoma é mais comum em hérnia de disco cervical, mas pode ocorrer por outros fatores.

5. Sintomas das doenças cervicais

Como vimos, cada doença cervical, pode apresentar sintomas específicos que permitem direcionar nossa hipótese diagnóstica.

Dor muscular, pela movimentação (mais nas laterais da coluna e mústucos trapézios e rombóides). Geralmente esses pacientes apresentam uma pior de um dos lados do pescoço, com limitação de flexão, extensão, rotação e lateralização (estas duas últimas, costumam ser assimétricas – mobilidades diferentes entre os lados).

Dor articular, são semelhantes à dor muscular, mas são mais pontuais e estão localizadas na própria coluna (na parte central, não nas laterais). Quadros de artrose na coluna cervical, podem comprimir nervos levando a quadros de dor irradiada.

Dor nervosa por compressão de raiz, são dores que irradiam pelos braços, podendo apresentar formigamentos, até perda de força e sensibilidade.

Diagnóstico

Os exames de imagem mais utilizados são as radiografias e a ressonância magnética. Com as radiografias podemos observar sinais de artrose, lesões ósseas e desalinhamentos. O exame padrão-ouro é a ressonância magnética, pois nos permite uma melhor avaliação das estruturas moles, como disco intervertebral, forame, medula, raízes e vasos.

Tratamento

O tratamento da cervicalgia/cervicobraquialgia depende do diagnóstico correto que pode ser obtido através da consulta com um ortopedista. Muitas vezes os sintomas e as lesões se sobrepõe, dificultando um pouco o diagnóstico clínico. Nestes casos e em casos crônicos, devemos solicitar exames complementares.

6. Tratamentos

Habitualmente o tratamento consiste em corrigir os hábitos de vida e a reeducação postural. Além disso, é importante realizar um trabalho de fisioterapia com reequilíbrio muscular, acupuntura e medicações específicas para o tratamento da dor.

Medicações mais usadas na cervicalgia:

  1. Antiinflamatórios: utilizados para diminuir a dor e a reação inflamatória local, principalmente na fase aguda. (ex: alginac, flancox, profenid, toragesic, nisulid, etc).
  2. Relaxantes musculares: auxiliam nos quadros de dor muscular e dores crônicas. (ex: miosan/musculare, baclofeno).
  3. Analgésicos: diminuem da dor, exclusivamente. Variam desde analgésicos leves até mais fortes. (ex: dipirona (disador/novalgina), paracetamol (tylenol), codeína (paco/tylex), tramadol (tramal), até morfina.
  4. Medicações adjuvantes: medicações que auxiliam no aumento do limiar da dor, principalmente na cervicalgia crônica, diminuindo a necessidade de outros analgésicos. (ex: pregabalina, gabapentina e amitriptilina).

Casos onde existe uma causa orgânica bem definida de dor na cervical e compressão medular associada, sem melhora após o tratamento clínico, pode-se pensar na realização de procedimentos mais invasivos como bloqueios e infiltrações, ou ainda como cirurgias de descompressão e fusão vertebral (estas últimas evitadas sempre que possível).

Tecnicas-de-bloqueio-cervical

Técnicas de bloqueio cervicalFalamos bastante da carvicalgia…

7. Mas o Torcicolo o que é?

O torcicolo é o quadro de cervicalgia mais relacionado a uma contratura muscular (cervicalgia tensional), onde o paciente apresenta dor na cervical com limitação do movimento. Uma variação é o torcicolo congênito, onde a criança apresenta essa contratura desde o nascimento. Os músculos mais afetados no torcicolo são o músculo esternocleidomastóideo, trapézio e escalenos, mas outros músculos da região cervical, podem estar envolvidos. Frequentemente os pacientes se queixam de dor na cervical que irradia para a cabeça, pois os músculos citados anteriormente tem origem na crânio.

8. Torcicolo o que fazer?

O torcicolo, como comentado anteriormente, tratando-se de uma contratura muscular, deve ser tratado na fase aguda com relaxante muscular, antiinflamatório e analgésico, o colar cervical pode ser usado para conforto. Para o tratamento definitivo, principalmente em cervicalgia crônica, deve-se corrigir a postura, fatores agravantes e realização de fisioterapia, RPG e acupuntura.

O seguimento com ortopedista é fundamental, para que as lesões agudas não evoluam para um caso crônico, mais difícil de tratamento.

Se você ficou com alguma dúvida ou gostaria de fazer uma sugestão, escreva nos comentários abaixo. Agora você já sabe sobre a cervicalgia o que é e como tratar.

9. Referências:

–Morfologia Cervical e Cervicalgia

–Dor no Pescoço (em inglês)

–Cervicalgia: sintomas e causas (em inglês)

–Tudo sobre dores no pescoço (em inglês)

–Causas mais comuns pra dor no pescoço (em inglês)