como colágeno do tipo 2 pode fortalecer as cartilagens

Colágeno tipo 2: Mitos e verdades sobre o suplemento

O colágeno do tipo 2, também conhecido como UC2, é um colágeno que está presente na cartilagem do nosso corpo. Ele se difere dos demais colágenos e pode ser indicado em forma de suplemento para pacientes que apresentem algumas condições como artrose e artrite.

Neste artigo, baseado no meu vídeo no YouTube, eu explico os mitos e benefícios relacionados ao UC2.

O que é o colágeno e qual a importância dele no corpo?

Colágeno é uma proteína importante no nosso organismo, que estrutura vários órgãos do corpo. Ele tem uma grande importância na pele, nos ossos, nos tendões, na cartilagem, entre outras partes do corpo. 

Existem 12 principais tipos de colágeno no corpo, o colágeno presente na cartilagem é o colágeno do tipo 2, diferente do colágeno da pele, dos ossos e dos tendões. 

O UC2 é essencial para a saúde das articulações, já que é responsável por garantir que elas tenham flexibilidade e sejam resistentes, colaborando na mobilidade e na redução do desconforto articular.

Além disso, o colágeno do tipo 2 também auxilia na regeneração e na manutenção do tecido cartilaginoso, prevenindo doenças como a osteoartrite.

Como e por que ocorre o desgaste das cartilagens do corpo?

A cartilagem presente nas articulações se chama cartilagem hialina, diferente da cartilagem do nariz, da orelha e dos meniscos, a fibrocartilagem. Essa cartilagem percorre a superfície dos ossos que apresentam movimentos para retirar o atrito causado entre eles. 

A cartilagem tem poucas células, e não apresenta vaso sanguíneo linfático e nem nervo. Dessa forma, sua capacidade de regeneração é uma das mais baixas presentes no corpo.

Conforme a articulação se movimenta, a superfície de cartilagem desliza uma sobre as outras e, quando há sobrecargas mecânica, traumas, micro traumas e atrito dentro dessa articulação, são liberadas pequenas partículas, ou seja, pedacinhos de cartilagem dentro do líquido da articulação, chamado de líquido sinovial. 

Pequenos fragmentos da cartilagem são fagocitados, ou seja, eles são absorvidos por células de defesa do nosso corpo, do sistema imunológico que ficam em volta da articulação. Assim como nas doenças autoimunes, mas em uma escala menor, essas células soltam substâncias inflamatórias e radicais livres na articulação, por entender que essa cartilagem solta é como um corpo estranho. 

As substâncias inflamatórias e radicais livres soltas pelas células de defesa do corpo levam a maiores desgaste da cartilagem e de toda a articulação, além da inflamação e da dor, chama-se esse processo de sinovite

Quando indica-se suplementar o Colágeno do Tipo 2?

Não recomenda-se a suplementação com UC2 para toda dor na articulação, sendo mais indicada para problemas na cartilagem, ou seja, para pacientes com artrose, artrite, condromalácia e condropatias. 

Também não indica-se suplementar colágeno do tipo 2 para casos de osteoporose, osteopenia, tendinite ou tendinopatia. 

Para a suplementação, necessita-se que o paciente tenha o diagnóstico adequado e que, mesmo sendo fitoterápico, o tratamento seja indicado por um ortopedista especializado.

Como o UC2 pode ajudar na artrose? 

Quando o paciente faz uso do colágeno não hidrolisado do tipo 2 na forma de cápsulas ou comprimidos, a substância passa pelo estômago sem ser digerida. Neste caso, existe o contato com células de defesa do sistema imunológico do intestino, a chamada “placa de Payer”. 

O uso do colágeno causa modulação e dessensibilização do sistema imunológico do corpo para o colágeno do tipo 2, o que consequentemente diminui a resposta inflamatória na articulação. 

Assim, a suplementação do UC2 pode tornar o desgaste da cartilagem um pouco mais lento, em teoria, vindo a diminuir a dor e retardando os efeitos da artrose e de outras condições. Inclusive, estudos apontam que o alívio da dor e melhora da função pode chegar de 30 a 40%. 

O peso interfere no desgaste da articulação?

Sim.

O peso pode sobrecarregar a mecânica na articulação e acelerar o desgaste, já o acúmulo de gordura produz substância inflamatória em excesso por todo o corpo, piorando várias inflamações. 

Portanto, a ortopedia recomenda que o paciente perca peso, já que em condições relacionadas ao desgaste da articulação, o sobrepeso pode resultar em piora. 

O uso do colágeno para o tratamento da artrite, artrose, condromalácia e condropatia e inflamação

Recomenda-se a suplementação do UC2 em casos de desgaste na cartilagem com a inflamação caso o paciente apresente um quadro de artrite, artrose, condromalácia ou condropatia, cursando com dor. Nestes quadros, o colágeno do tipo 2 pode apresentar muitos benefícios. 

Já pacientes que a causa do problema está em outros tecidos ao redor das articulações como tendões, ligamentos, músculo e osso, o tratamento com colágeno do tipo 2 pode não dar um resultado satisfatório.

É verdade que a suplementação de colágeno do tipo 2 ajuda prevenir a artrose?

Não. Ainda não existem evidências científicas que comprovem que a suplementação com UC2 prenive artrose e o desgaste da cartilagem em pacientes sem a doença.

No meu canal no YouTube, você pode ter acesso a um curso gratuito de medicamentos que são efetivos para o tratamento da artrose.

O UC2 apresenta contraindicações?

De forma geral, não!

Esse medicamento causa, em alguns pacientes, desconforto abdominal por causa do comprimido ou da cápsula, mas o efeito é importante para a absorção certa no intestino. 

O UC2 só é contraindicado em casos que o paciente apresente alergia a algum tipo de composto da forma, já que o colágeno é uma proteína, como a existente em alimentos. 

Qual a dosagem indicada para o uso colágeno do tipo 2? 

A dosagem mais indicada e recomendada é de 40 miligramas, uma vez por dia, preferencialmente pela manhã e em jejum. No caso de pacientes que façam uso de algum outro remédio para tireoide ou para gastrite, recomenda-se a prioridade para esses medicamentos, tornando o ideal ingerir o UC2 antes do café da manhã. 

Se o paciente não tem acesso ao UC2, indica-se que alimente com a cartilagem de origem animal, encontrada no frango e em outros animais. 

Quanto tempo demora para o UC2 fazer efeito?

Assim como a maioria dos outros remédios nutracêuticos e fitoterápicos para artrose, o efeito do suplemento de colágeno do tipo 2 não será imediato. Pode demorar semanas, em média 2 a 3 meses, para que o paciente obtenha resultado. 

Por isso, recomenda-se associar o UC2 a outros fitoterápicos, como a cúrcuma e diacereína.

Qual o tipo de colágeno recomendado?

O colágeno recomendado para problemas de cartilagem é o colágeno do tipo 2 não hidrolisado, ou seja, na fórmula íntegra. 

Extrai-se o colágeno do tipo 2 geralmente do esterno do frango. Sendo assim, comer a cartilagem do frango é uma opção para pacientes que não tenham condições financeiras de fazer a suplementação. 

No entanto, é necessário atentar-se ao cozimento da proteína devido a desnaturação, em que a proteína perde o formato original e o efeito da cartilagem do frango cozida diminui.

Além da suplementação do UC2, existe mais algum tratamento conservador em evidência para doenças da cartilagem e articulações?

Sim! As sociedades internacionais que estudam o tratamento das doenças da cartilagem e articulações preveem duas indicações importantes no tratamento conservador dessas condições, sendo elas:

  • A diminuição do peso corporal, principalmente com perda de gordura e o fortalecimento, com ganho de massa muscular. 
  • A aplicação do ácido hialurônico também está listada como um tratamento em evidência atualmente. Neste caso, a aplicação acontece direto na articulação, auxiliando na lubrificação, nutrição e diminuindo o atrito na cartilagem, protegendo-a de forma mais eficaz. 

Se você quiser saber mais sobre o UC2 e outros suplementos e vitaminas que ajudam na recuperação de condições ortopédicas, confira esta playlist disponível no meu canal do YouTube. Lá, eu tiro as dúvidas mais frequentes dos pacientes sobre as substâncias, explicando também quando são indicadas e suas vantagens.

Sou o Dr. Oliver Ulson, médico ortopedista especialista no tratamento de artrose, artrite, condropatias e outras condições da cartilagem e articulações. Estou disposto a te ajudar no tratamento das suas dores!

Referência: https://core.ac.uk/download/pdf/539904735.pdf