A dipirona é um dos remédios mais utilizados aqui no Brasil, em outros locais do mundo entretanto ela foi proibida de ser vendida, como no caso dos Estados Unidos.

            Essa medição, também é conhecida pelos seus nomes comerciais como a Novalgina, Anador e Lisador. Serve como analgésico e antitérmico, ou seja serve para controlar a dor e para abaixar a temperatura corporal, ela tem também o efeito antiinflamatório e anti espasmódico fraco.

            Assim, como o Paracetamol, é um medicamento sintomático ela não serve para tratar ou curar nenhum tipo de doença. Ela pode ser utilizada desde quadros infecciosos, até enxaqueca, dores relacionadas a artrose, artrite e dores musculares. As indicações sintomáticas são muitas.

            De uma forma geral, a dipirona é um medicamento que é barato, eficaz e de baixo risco, e tem sua comercialização livre nas farmácias sem a necessidade de receita médica. Ela possui apresentação em comprimidos, gotas, intramuscular e endovenosa

            A dose usual da dipirona é de 500 miligramas para controle da febre e de 1 a 2 g para controle da dor, ela pode ser utilizada com intervalo de 6 em 6 horas. Preferencialmente com dosagem máxima de 1 g por vez, isso vale tanto para a medicação em comprimido, quanto a intramuscular e endovenosa.

            A formulação em gotas é usada na dose de uma gota por quilo de peso corporal, até 40 gotas, também de 6 em 6 horas. O tempo de efeito é em torno de 30 a 60 minutos após sua administração e permanece no organismo de 4 a 6 horas .

            Se você já viajou para fora principalmente, para os Estados Unidos, e precisou desse medicamento deve ter tido muita dificuldade para encontrá-lo. Isso porque alguns anos atrás foram encontrados raros casos de agranulocitose, que é uma doença rara, onde ocorre a queda no número de células de defesa e da medula óssea. Como se trata de um efeito colateral raro, ela não foi descontinuada em países como o Brasil.

            Por via das dúvidas e por uma questão de segurança, estes medicamentos devem ser evitados em gestantes, mulheres amamentando e crianças com menos de 3 meses ou menos de 5 kg.

            Outros riscos e efeitos colaterais do uso da dipirona incluem a alergia e a hipotensão. Por se tratar de um medicamento muito usado eventualmente, algumas pessoas acabam tendo alergia a este medicamento.

            Já a hipotensão pode ser referida pelo uso isolado da dipirona, mas é mais comum em medicações com associação como o lisador, que possuem compostos que causam sensação de sonolência e fraqueza. Tanto que este medicamento agora possui a formulação isolada, que se chama Lisador DIP.

            É importante reforçar que a hipotensão não é a mesma coisa que alergia. A alergia é quando a gente pode observar sintomas como vermelhidão na pele, inchaço nos olhos, coceiras pelo corpo e casos mais graves onde ocorre edema na garganta, podendo levar a dificuldade na respiração.

            A dipirona pode ser utilizada em sua forma isolada ou associada com outros medicamentos em dores mais fortes. Para aquelas pessoas que apresentem algumas das contraindicações ou apresentem efeitos colaterais, é fundamental que não tentem tratar em casa, devendo procurar o quanto antes atende médico hospitalar.

            De uma forma geral a dipirona é um medicamento que eu utilizo bastante no dia-a-dia para os meus pacientes, seja a forma isolada ou combinada com outros medicamentos, tanto para dores crônicas quanto agudas.

            A utilização de forma combinada otimiza o efeito analgésico de outros medicamentos necessitando de doses mais baixas, e possui menos efeitos colaterais nocivos ao organismo que anti-inflamatórios, no uso crônico.

            Se ficou com alguma dúvida, gostaria de fazer alguma sugestão, ou alguma colocação, escreva abaixo nos comentários.

            Agora se necessita agendar uma consulta, atendo como ortopedista em São Paulo (Itaim Bibi e Higienópolis) e Alphaville (Barueri/Santana de Parnaíba) e por telemedicina.

REFERÊNCIA:

-Bula da Dipirona 500mg

Entre em contato