Dor no joelho, o que pode ser?

Dor No Joelho

A dor no joelho está entre as queixas mais comuns no consultório de ortopedia, ficando atrás apenas para as queixas na região da coluna e dos ombros. A variedade de causas para a dor no joelho é muito ampla.

Elas podem ocorrer por lesões traumáticas como uma torção durante uma partida de futebol, fraturas, comumente relacionadas a acidentes motociclísticos e outros traumas de maior energia.

Também ocorrem como resultado de lesões não traumáticas que podem estar relacionadas a processos degenerativos, por sobrecarga mecânica, alterações da anatomia do joelho e doenças no organismo, como quadros reumáticos.

Neste artigo vamos discutir como investigar uma dor no joelho, incluindo os principais sintomas e diagnósticos:

Distribuição De Forças Na Patela

Distribuição De Forças Na Patela

Histórico do paciente

A queixa e a duração dos sintomas é o primeiro passo na avaliação dos pacientes com dor no joelho. É fundamental saber se teve algum episódio de trauma associado e se ele foi recente ou antigo.

Para determinar também o tipo de tratamento futuro é importante saber quais tratamentos já foram realizados, como fisioterapia, acupuntura, medicamentos, ácido hialurônico no joelho, tratamento por ondas de choque, cirurgia no joelho artroscopia no joelho, artroplastia do joelho, osteotomia tibial, reconstrução ligamentar, entre outros.

Terapia De Ondas De Choque No Joelho

Terapia de ondas de choque

Tomar conhecimento também sobre as situações e momentos em que o paciente sente essa dor são fundamentais na avaliação das queixas no joelho.

Muitos pacientes vão referir dor no joelho ao agachar, subir e descer escadas, ou permanecer por longos períodos em pé ou sentados. Estas dores podem indicar um quadro de condromalácia patelar, artrose no joelho ou lesão no menisco.

Porque A Dor no joelho é Pior Ao Descer Escadas

A relação do tipo de atividade que a pessoa refere dor e a lateralidade acometida (lado direito / esquerdo) muitas vezes são diferenciais na avaliação diagnóstica.

Por exemplo, atletas do futebol, destros nos membros inferiores, quando apresentam dor no joelho direito, essa dor pode ter relação com a atividade de chute podendo estar relacionada a um quadro de tendinite no joelho ou condromalácia patelar.

Por outro lado, se esse mesmo indivíduo apresentar dor no joelho esquerdo após uma partida de futebol, ela pode estar relacionada ao mecanismo rotacional da perna de apoio ao realizar um chute, mais relacionado a algum quadro de lesão de menisco ou ligamento.

Na avaliação do histórico do paciente é importante pesquisar doenças associadas, como as reumatológicas, diabetes, problemas de imunidade que poderiam favorecer a quadros de infecção bacteriana, histórico de tuberculose, lesões neurológicas (como AVC). Muitas dessas doenças podem ter complicações articulares.

Exame físico do joelho

Após realizada a anamnese, ou seja, o levantamento do histórico do paciente, a sua queixa e duração do problema, iniciamos o exame físico.

Nesta parte da avaliação, procuramos saber o local da dor, a presença de deformidades, alterações visuais, testes específicos das partes anatômicas e a função do joelho.

Distribuição De Forças E Otimização Da Alavanca Do Quadríceps

Antes da palpação do joelho deve ser feita a inspeção estática e também dinâmica da articulação.

Na inspeção estática vamos avalia o alinhamento do membro inferior (joelho para dentro, para fora, flexionado ou hiperextendido), observamos aumento do tamanho da articulação, alteração de cor, cicatrizes e atrofias musculares.

A inspeção dinâmica é feita com o paciente em movimento, procurando falseio do joelho e alterações da marcha ao caminhar.

Saber o exato local da dor é fundamental. Quanto mais específica a região referida, mais fácil a suspeita diagnóstica.

Pacientes com dor atrás do joelho, podem apresentar com maior frequência, lesão no menisco em sua parte posterior ou cisto de Baker (cisto poplíteo).

A dor na frente do joelho é mais comum nos quadros de condromalácia patelar e tendinite no joelho (patelar ou quadriciptal).

Dor na lateral do joelho está mais relacionada à lesão de menisco ou dos ligamentos colaterais.

Pacientes com dores difusas pela articulação, sem um local específico, são mais difíceis de avaliar. Muitas vezes estão relacionadas aos quadros de artrose no joelho, sinovite ou doenças reumáticas como artrite reumatóide e gota.

Pacientes que não apresentam dor no momento em que o médico ortopedista está fazendo o exame físico também limitam a avaliação e seus resultados.

Além do local referido da dor, procuramos saber a sua característica, se o paciente tem sensação de falseio, do “joelho fora dor lugar“, bloqueio, insegurança, fraqueza e outros sintomas similares.

Esses sintomas podem ajudar na determinação de uma instabilidade ou luxação da patela, uma lesão do menisco em alça de balde, uma lesão do ligamento cruzado anterior, entre outras patologias.

A palpação de líquido articular ou fora da articulação é também importante, assim como avaliar a parte da força, sensibilidade e vasos sanguíneos.

Em seguida é realizado o exame específico das estruturas do joelho, que incluem: ligamentos, meniscos, lesões de cartilagem, e tendões.

Existe uma quantidade muito grande de testes para avaliar todas as estruturas (Lachman, Pivot shift, gaveta anterior e posterior, estresse em varo e valgo, Smillie, Appley, McMurray, Rabot, Zohlen, entre outros), mostrando a especificidade e muitas vezes a necessidade de um especialista em cirurgia do joelho para a correta avaliação.

Exames complementares

Os exames mais utilizados para auxiliar o diagnóstico dos pacientes com dor no joelho são:

– Radiografia do joelho: a radiografia é um exame de fácil acesso e permite a avaliação das estruturas ósseas e a congruência das articulações, permite avaliação indireta de estruturas de partes moles

– Ultrassom do joelho: permite a avaliação de lesões de estruturas superficiais como ligamentos e tendões, bem como coleções líquidas dentro e fora da articulação. Com o USG Doppler é possível avaliar também vasos sanguíneos, podendo excluir trombose e quadros inflamatórios de sinovite.

– Tomografia do joelho: Permite avaliar tanto a anatomia óssea quanto de partes moles, a avaliação da anatomia óssea inclusive é melhor que da ressonância em muitos casos.

– Ressonância magnética do joelho:  permite avaliar com maior nitidez todas as estruturas do joelho, sendo padrão-ouro para lesões ligamentares e meniscais.

Ressonância Do Ligamento Colateral Medial Normal (t1)

– Exames de sangue: podem ser indicados quando se desconfia de um quadro inflamatório, reumático ou infeccioso.

– Punção e análise do líquido articular: da mesma forma que os exames de sangue, a coleta e análise do líquido articular é realizada com menor frequência, mas é muito importante em quadros onde há necessidade de diferenciação de doenças inflamatórias reumáticas e quadros infecciosos de pioartrite (“pús na articulação”).

Conclusão

Como vimos, existe uma série de doenças que podem causar dores nos joelhos, desde uma simples tendinite ou condromalácia patelar, até quadros avançados de artrose, lesão de ligamento, doenças reumáticas, entre outras.

A avaliação com o ortopedista, preferencialmente especialista em joelho é fundamental na diferenciação diagnóstica.

A avaliação por teleconsulta muitas vezes não é suficiente para determinar a causa do problema, mas pode ajudar ao agilizar a solicitação de exames ou retornos de consultas.

O diagnóstico adequado é fundamental para indicar a conduta correta, pois elas podem variar de uma simples fisioterapia ou infiltração com ácido hialurônico no joelho, até uma artroscopia de joelho ou artroplastia total do joelho.

proteses no joelho

Se você gostaria de saber mais sobre alguma das doenças ou tratamentos citados no texto, clique nas palavras-chave para direcionamento dos conteúdos.

Se gostou do conteúdo, gostaria de tirar uma dúvida ou fazer sugestões, deixe nos comentários abaixo.

Eu, Dr. Oliver Ulson, realizo consultas de ortopedia e traumatologia em São Paulo (Higienópolis e Itaim Bibi) e Alphaville (Barueri ou Santana de Parnaíba).

Referências:

Sintomas e causa de dor no joelho(em inglês)

Lidando com a dor no joelho(em inglês)

Dor no Joelho(em inglês)

Dores e problemas no Joelho(em inglês)

Dor crônica no joelho de idosos(em inglês)