O que é esporão

O esporão é uma proeminência óssea geralmente mais pontiaguda que pode estar localizada em diversos locais do corpo, sendo o esporão no pé o mais comum.

dor de esporão ou fascite plantar

Milhões de pessoas anualmente sofrem de dores no pé e tornozelo e tem sua qualidade de vida reduzida por conta disso.

Antigamente acreditava-se que uma parcela grande dessas pessoas apresentava essas dores por conta do esporão no calcanhar.

dor na sola do pé

Agora você deve estar intrigado, pois no parágrafo acima disse que “antigamente acreditava-se que as pessoas tinham dor no pé por conta do esporão..”, mas por que então as pessoas tem dor no pé? O esporão não causa dor? Mais adiante vou explicar com detalhes a relação de dor no pé e esporão.

O que causa o esporão?

Geralmente o esporão se forma por uma calcificação na inserção de tendões e fáscias (estruturas fibrosas) que realizam uma tensão crônica no osso.

O esporão no calcanhar é o mais comum na região do pé e pode estar relacionado à inserção da fáscia plantar ou do tendão de Aquiles.

A fáscia plantar é a estrutura fibrosa responsável por formar o arco plantar do pé (concavidade na sola do pé) e o tendão de Aquiles, também conhecido como tendão calcâneo, é responsável por transmitir a contração dos músculos da panturrilha dando impulsão na região do tornozelo em movimentos de caminhada, corrida e saltos.

Sizinio Herbert 5a Edição

Calcificação e esporão na fáscia plantar – Sizinio Herbert 5a edição

Tratamentos para o esporão no pé

Para tratar de forma adequada os pacientes, é importante antes entender a verdadeira causa da dor.

Como comentado anteriormente, o esporão surge pela tensão aumentada de estruturas na região do calcanhar e calcificação das mesmas na sua inserção.

Na verdade, as dores próximas ao calcanhar, na planta do pé, estão relacionadas na maioria das vezes à fascite plantar, da mesma forma, as dores na região posterior e superior do calcanhar estão mais relacionadas com a tendinite de Aquiles.

Mas o que é fascite plantar e tendinite do Aquiles? A fascite e a tendinite são processos inflamatórios no tecido conjuntivo da fáscia plantar e do tendão de Aquiles.

Esse processo inflamatório pode se tornar um processo crônico passando a ser denominado com tendinose, quadro este onde ocorre a degeneração (‘desgaste”) destes tecidos podendo frequentemente levar à calcificação na inserção do tendão de Aquiles.

Assim, a dor na região do calcanhar na grande maioria das vezes está relacionada a tendinite ou fascite plantar, e não por conta do próprio esporão.

Inclusive, foi realizado um estudo procurando comprovar a relação do esporão com a dor nos pés e percebeu-se que apenas metade das pessoas que tinham a dor tinham o esporão e apenas 5% das pessoas que tinham esporão na população estudada, tinha dor.

Desta forma, foi possível concluir que o esporão não tem relação direta com a causa da dor, mas trata-se de uma consequência do mesmo problema, a sobrecarga crônica destas estruturas (fáscia e tendão).

Esporão no tornozelo – Deformidade de Haglund

Existe uma condição específica e menos frequente de proeminência na região do calcanhar que está relacionada sim a dor nos pés. É conhecida como síndrome ou doença de Haglund ou também deformidade de Haglund.

Essa deformidade localizada à frente do tendão de Aquiles e mais superiormente a sua inserção pode causar atrito no tendão e levar a quadros dolorosos.

Não é um esporão propriamente dito, pois ele não se forma apenas na vida adulta com a tensão do tendão mas sim uma variação da anatomia do osso calcâneo.

Agora que já desmistificamos o esporão no calcanhar, vamos entender melhor o seu tratamento.

O primeiro passo para definir o tratamento mais indicado para o esporão é determinar a qual doença a dor está relacionada. O diagnóstico é feito baseado na queixa do paciente, exames de imagem como a ultrassonografia, radiografia e ressonância magnética.

Os tratamentos procuram inicialmente controlar os sintomas de dor com medicamentos, uso de palmilhas específicas e iniciar assim que possível a fisioterapia, para reequilibrar a força e alongamento dos tecidos envolvidos.

Quadros iniciais podem ser tratados com alongamentos, exercícios e medidas domiciliares. Massagem da fáscia plantar com uma bola de tênis, alongamento do tornozelo, exercícios para musculatura do pé e gelo local, são os mais indicados para se realizar em casa.

Quadros um pouco mais crônicos dependem da fisioterapia para o sucesso do tratamento.

A grande maioria dos pacientes conseguem resolver os sintomas com o tratamento comentado anteriormente, entretanto, quando não há resolução dos sintomas, pode ser indicada a realização do tratamento por ondas de choque.

É um tratamento que ganhou evidência na última década devido ao seu alto índice de bons resultados para estas doenças na região do pé. Hoje, a fascite plantar e a tendinite de Aquiles estão entre as principais indicações da terapia de ondas de choque, chegando próximo a 85% de resolutividade dos casos crônicos.

Conclusão

Como vimos, a dor do esporão no calcanhar tem cura, mas deve ser direcionada para a verdadeira causa do problema.

O foco do tratamento não é voltado para a remoção do esporão, mas sim o tratamento do tecido conjuntivo inflamado ou degenerado, pois é o verdadeiro responsável da causa da dor.

Eventualmente, nos casos de deformidade de Haglund, que não apresentaram melhora com o tratamento clínico, pode ser indicado a remoção desta proeminência óssea.

Seguindo o fluxo de tratamento proposto, uma quantidade muito pequena vai necessitar de um tratamento cirúrgico.

Quando não há melhora com uso de palmilhas e fisioterapia, o tratamento por ondas de choque é eficaz na maioria das vezes.

Apesar de ser uma doença extremamente incapacitante, a dor do esporão tem cura e quanto antes iniciar o tratamento adequado melhores os resultados, pois a medida que o tempo passa, estes tecidos vão ficando cada vez mais enfraquecidos dificultando a recuperação.

Se você gostaria de aprofundar mais sobre tendinite, fascite plantar e Terapia de ondas de choque, clique nos links em azul e leia os artigos específicos sobre cada um destes temas.

Se quer saber mais sobre alguma das doenças ou tratamentos citados no texto, clique nas palavras-chave para direcionamento dos conteúdos. Se gostou do conteúdo, gostaria de tirar uma dúvida ou fazer sugestões, deixe nos comentários abaixo.

Eu, Dr. Oliver Ulson, realizo consultas de ortopedia e traumatologia em São Paulo (Higienópolis e Itaim Bibi) e Alphaville (Barueri ou Santana de Parnaíba).

Referência: 

– Relação da fascite plantar e o esporão