Piascledine 300: Funciona mesmo? Para que serve e como usar?

Olá, seja bem-vindo ao meu blog. Eu sou o Dr. Oliver Ulson e hoje vamos falar sobre um medicamento que já é indicado há alguns anos para tratar problemas ortopédicos, como a artrose: o Piascledine.

A primeira vez que eu ouvi sobre esse remédio, foi quando minha avó começou a tomar, na época, estava no começo da minha carreira como médico e fiquei muito intrigado quando vi a composição dele e li alguns artigos científicos.

Eu comecei a reparar que muitos pacientes meus estavam usando esse medicamento para artrose e doenças da cartilagem, por orientação de outro médico, e eu percebi que não tinha muito conteúdo na internet para orientar as pessoas.

Então eu decidi escrever esse artigo, para as pessoas entenderem o que estão tomando.

Nesse artigo, você vai entender: o que é o Piascledine, como ele age no corpo e para que ele serve, quem não pode usar, quais efeitos colaterais, como usar o Piascledine, o que existe de evidência na literatura científica e quando eu prescrevo para os meus pacientes.

Se preferir ver na forma de vídeo, este é um texto adaptado de um vídeo publicado no meu canal do YouTube:

Então vamos lá?

Bom gente, em primeiro lugar esse medicamento é produzido na França, por um laboratório bem reconhecido, que é a Abbot.

Então como é importado, não é tão barato assim…

O Piascledine é um suplemento fitoterápico à base de extratos naturais, especificamente do abacate e da soja (extrato insaponificável do abacate e o da soja), que trabalham juntos para combater a inflamação e estimular a produção de colágeno, proteína fundamental para a saúde das nossas articulações.

Além disso, é sabido que a soja contém muitos fitoestrógenos e por isso, esse extrato pode ajudar também nos sintomas do climatério ao invés de precisar fazer reposição hormonal, para controlar os fogachos e outros sintomas na época da menopausa.

Mas antes de sair desse artigo e ir comprar esse medicamento, fica até o final, que tem coisa importante para discutir mais para a frente e além do que, esse texto está mais curto.

E como tomar o Piascledine?

O Piascledine geralmente é apresentado em forma de cápsulas de 300mg, e a dose recomendada é de uma cápsula ao dia, preferencialmente durante ou após uma refeição.

O Piascledine, entra no grupo dos remédios de ação lenta no tratamento da artrose, como a condroitina, glicosamina, colágeno tipo 2, diacereína, entre outros.

Portanto, a duração do tratamento pode variar de acordo com a recomendação do seu médico, mas geralmente é necessário um tratamento contínuo de pelo menos três meses para esperar algum resultado.

Agora, eu vou falar os possíveis efeitos colaterais e precauções relacionadas ao uso do Piascledine e depois eu falo a minha opinião em relação a esse remédio e quando eu prescrevo para os meus pacientes.

Mas antes, se você se interessa por esse tipo de conteúdo, gostaria de convidar para se inscrever no meu canal do YouTube, que tem vídeo novo toda semana!

Então, no que diz respeito aos riscos, como ele é um extrato do abacate e da soja, ele é considerado bem seguro para a maioria das pessoas quando usado nas dosagens recomendadas.

Porém, a gente não pode esquecer do risco de alergia, principalmente as pessoas alérgicas à soja!

Além disso, alguns efeitos colaterais podem acontecer, como desconforto gastrointestinal, náusea e diarreia, mas são também raros.

Se você tiver algum desses efeitos colaterais, é importante avisar o seu médico para avaliar a necessidade de ajustar a dosagem ou interromper o tratamento.

Mas olha gente, por que não se fala tanto desse remédio?

Será que tem alguma teoria da conspiração por trás?!

Vamos, lá então.

Eu fiz um levantamento por conta, de alguns artigos científicos e o que encontrei foi parecido com outros fitoterápicos e remédios para artrose.

A gente encontra alguns estudos com bons resultados feitos em laboratório e em testes em animais. Encontra resultados bons também em humanos, em grupos menores e em artigos financiados pela própria empresa que vende o medicamento.

Sempre encontrado com efeito no alívio da dor e às vezes até mostrando efeito condroprotetor, ou seja, protetor de cartilagem.

Por outro lado, alguns estudos como revisões sistemáticas, tem resultados que mostram apenas controle dos sintomas, que às vezes são semelhantes aos placebos, assim como aconteceu com a condroitina e a glicosamina.

Por outro lado, é um remédio seguro, eu conheço alguns casos de pessoas com melhora da dor, como no caso da minha querida avó, por isso, não vejo problema na pessoa tentar alguns meses e ver o resultado.

Como não é um remédio barato e tem vários outros com melhores resultados, como o UC2, a cúrcuma longa, a diacereína, entre outros, eu não prescrevo o Piascledine no consultório.

Aliás, se você não conhece direito esses outros medicamentos eu fiz um artigo sobre cada um no meu blog que vale à pena ver depois.

Espero que gostado do artigo, se sim, convido mais uma vez para se inscrever no meu canal e se você tem artrose ou outro problema ortopédico e precisa de acompanhamento, faço atendimentos em São Paulo e Alphaville (Barueri), assim como por telemedicina.

Agende sua consulta! Grande abraço e até breve

Artigos:

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC7023362/