Piroxicam – para que serve?

Description: C:\Users\Lourenço\Desktop\MKT Digital\Ortopedista em São Paulo\Imagens\piroxicam-20mg.jpg

            O piroxicam (feldene) foi um dos primeiros anti-inflamatórios produzidos do mercado, ele é produzido desde a década de 60, assim, desses anti-inflamatórios mais conhecidos, ele só perde em idade para a aspirina e o diclofenaco. Esse remédio possui efeito anti-inflamatório, analgésico e antipirético. Ou seja, ele diminui a inflamação, a dor e a febre.

            Ele serve para vários tipos de dores e quadros inflamatórios, mas é mais usado para dores musculoesqueléticas crônicas, como artrite reumatóide e a artrose e também pode ser usado para dismenorréia, que é um nome médico para cólica menstrual.

            O piroxicam, assim como a maioria dos anti-inflamatórios, tem como principais riscos e efeitos colaterais a gastrite, úlcera, sangramentos, problema renal e hipertensão arterial.

            Por isso, os principais sintomas do uso desse medicamento são dores no estômago, aumento da pressão, diarreia, náuseas, vômitos e alergia, sendo estes últimos menos frequentes.

            Ele não deve ser usado por crianças, mulheres amamentando e gestantes, porque ele pode leva a complicações gestacionais graves ou pela falta de estudos suficientes em crianças. Paciente que já tem pressão alta ou diabetes a gente tem que tomar mais cuidado pelo risco de lesão nos rins.

            Além disso pessoas idosas, pessoas com doenças nos rins, fígado e estômago, pacientes com doenças de coagulação no sangue e alérgicos ao ácido acetilsalicílico, a aspirina, são outros grupos de risco.

            O piroxicam é um remédio que não precisa de receita para a compra e possui apresentação via oral, em comprimidos e líquido, injetável intramuscular, bisnaga em gel e supositório.

            A dose usual do piroxicam é 20 a 40 mg por dia, podendo ser usado em uma única tomada ou dividida em duas doses. Pessoas com mais de setenta anos costumamos diminuir a dose pela metade. Na formulação em gel, pode ser aplicado 1g de gel, 3 a 4 vezes por dia.

            O piroxicam é um antiinflamatório e não antibiótico ou seja ele não tem capacidade de matar bactérias, ele é usado apenas como medicamento sintomático em infecções.

            Essa medicação, assim como seu irmão mais novo, meloxicam, possui menos efeitos gástricos que os outros anti-inflamatórios como o diclofenaco e cetoprofeno, mesmo assim seu uso deve ser interrompido ou evitado sempre que possível.

            O cuidado também vale para pessoas com histórico de infarto agudo do miocárdio, pois o piroxicam é fator de risco para doenças cardiovasculares, principalmente no uso prolongado. Ele também diminui o efeito dos betabloqueadores, como o propranolol.

            Se você tem alguma dor e não sabe a causa, é fundamental que procure um médico para tratar a causa do problema e não apenas seus sintomas.

            Se ficou com alguma dúvida, gostaria de fazer alguma sugestão, ou alguma colocação, escreva abaixo nos comentários.        Agora se necessita agendar uma consulta, atendo como ortopedista em São Paulo (Itaim Bibi e Higienópolis) e Alphaville (Barueri / Santana de Parnaíba) e por telemedicina.

REFERÊNCIA:

BULA