Como melhorar a dor no corpo da Sinvastatina com Coenzima Q10

Olá, tudo bem com você?

Seja bem-vindo ao meu blog, eu sou Dr. Oliver, eu sou médico ortopedista e no artigo de hoje, vou falar sobre um assunto bem importante: a relação da dor no corpo e o uso de estatinas, que são aqueles remédios para colesterol, como a sinvastatina, rosuvastatina, atorvastatina, pitavastatina etc.

E hoje vou falar como resolver esse problema, sem precisar de parar de tomar esses remédios.

Se preferir ver na forma de vídeo, este é um texto adaptado de um vídeo publicado no meu canal do YouTube:

Então, vamos lá?

Antes de começar, quero fazer uma observação antes que pergunte: “nossa, mas o que esse ortopedista está falando de remédio para colesterol?”

O que acontece é que eu já peguei muito paciente no consultório se queixando de dor no corpo e quando a gente da uma investigada na história do paciente, ele usa alguma estatina.

Então eu fui pesquisar o que dá para fazer para melhorar essas dores.

E decidi fazer esse artigo como uma visão no tratamento da dor, até porque muitos pacientes ficam no dilema de parar ou não o tratamento.

Então, em primeiro lugar é bom esclarecer para que serve essas estatinas e como elas agem no corpo.

O que são estatinas, para que servem e como agem no corpo

As estatinas são um grupo de remédios que agem inibindo a enzima HMG-CoA redutase, que é a enzima responsável por controlar a produção de colesterol no corpo.

Quando esses remédios, como a sinvastatina, rosuvastatina e atorvastatina inibem essa enzima, elas diminuem a produção de colesterol no fígado, o que leva a uma diminuição do colesterol no sangue.

Mas as estatinas podem dar efeitos colaterais em algumas pessoas, sendo a mialgia, que é o termo médico para dor muscular, um dos efeitos mais comuns.

Isso ocorre pela diminuição da coenzima Q10, que é fundamental para a produção de energia pelas mitocôndrias das células musculares.

Por conta disso, a falta de coenzima Q10 pode levar a danos nessas células, o que causa a dor e a fraqueza muscular.

Outros efeitos colaterais das estatinas incluem dor de cabeça, náusea, diarreia e problemas no fígado, em casos raros.

Por isso, é importante que as pessoas que tomam estatinas façam um acompanhamento regular com seu médico.

Certo, mas o que fazer se você é uma dessas pessoas que está com dor no corpo e fraqueza muscular pelas estatinas?

A primeira coisa a se fazer é tomar antes de dormir. Aliás, se você não sabia por que seu médico recomendou a tomar à noite, é por esse motivo.

Enquanto a gente dorme nossa atividade muscular fica bem mais baixa que durante o dia, assim exige muito pouco da célula muscular diminuindo os sintomas de dor e fadiga.

Outra opção é diminuir a dosagem ou trocar por outro remédio mais moderno para colesterol. Como por exemplo, se você estiver tomando sinvastatina, pode tentar, rosuvastatina ou atorvastatina.

Mas é importante conversar com seu médico antes de trocar um pelo outro, não faça isso por conta própria!

Outra sugestão, se você tem o hábito de fazer atividades físicas pela manhã, pode tentar trocar o horário e fazer mais tarde, assim a concentração do remédio por ter diminuído um pouco e a da coenzima Q10 melhorado.

Até esse ponto, você deve estar pensando, mas se a dor vem pela baixa da coenzima Q10, por que não suplementar ela?

Sim, você esta certo, uma outra forma de diminuir os sintomas é com a suplementação Q10. Na verdade, um cuidado desses complementa o outro.

Mas será que suplementar coenzima Q10 nesses pacientes usando estatina, não é prejudicial no tratamento?

A princípio não, a suplementação com coenzima Q10 pode ajudar a compensar essa deficiência e prevenir ou diminuir os efeitos colaterais das estatinas, principalmente os sintomas musculares.

Aliás, a coenzima Q10 é um bom antioxidante e já vi cardiologistas indicando para também ajudar na prevenção de doença aterosclerótica, ou seja, prevenir o entupimento dos vasos sanguíneos.

Bom, já que falamos na Coenzima Q10, o que ela é e como age no organismo?

 A Coenzima Q10, também conhecida como ubiquinona, ou ubiquinol na forma ativa, é um composto produzido naturalmente pelo nosso corpo e que tem um papel fundamental na produção de energia para as células, pela mitocôndria e auxilia no combate aos radicais livres, podendo ajudar na prevenção de doenças cardiovasculares.

Além disso, baseado em alguns estudos, sugere-se que ela tem relação com o envelhecimento das células e pode ajudar a prevenir a evolução também da artrose, além de melhorar a disposição das pessoas.

Então como que usa a Coenzima Q10?

A dosagem para adultos pode variar entre 100 e 300 mg por dia, que pode ser dividida em até 3 doses menores.

A Coenzima Q10 nessas dosagens não costuma dar efeitos colaterais, mas se acontecer, pode dar algum desconforto gastrointestinal, náusea, diarreia e alergias.

Além disso, a Coenzima Q10 pode interagir com alguns medicamentos, por isso é fundamental consultar seu médico antes de começar a suplementação.

Então para resumir, dor muscular em pessoas usando estatinas, tentar tomar só antes de dormir, diminuir a dose ou trocar por outro remédio mais moderno,

Além disso, tentar trocar o horário das atividades físicas e usar Coenzima Q10.

Espero que gostado do artigo, se sim, convido mais uma vez para se inscrever no meu canal e se você tem algum problema ortopédico e precisa de acompanhamento, faço atendimentos em São Paulo e Alphaville (Barueri), assim como por telemedicina.

Agenda sua consulta! Grande abraço e até breve!

Um forte abraço e até a próxima!

Entre em contato