Tendinite na mão


Índice

1. Tendinite na mão
2. Sintomas e diagnóstico
3. Tratamento
4. Referências

1. Tendinite na mão

As mãos, nem seria necessário dizer, são partes fundamentais do corpo humano, pois nos auxiliam em incontáveis atividades e movimentos profissionais e cotidianos. O que muita gente talvez não saiba – ou não se dê conta na correria do dia-a-dia – é que esforço excessivo e movimentos repetitivos podem resultar em um quadro de tendinite na mão, ou seja, inflamação nos tendões (estruturas fibrosas que ligam músculos e ossos) localizados tanto na parte ventral, quanto na dorsal.

E este uso constante é a explicação não apenas para o desencadeamento de uma tendinite na mão, mas também para a dificuldade de evitá-la, uma vez que estamos a todo momento puxando, empurrando, carregando, arremessando, apertando… Sendo assim, para uma melhor maneira de lidar com a patologia, veremos abaixo suas principais causas, como diagnosticá-la diante dos primeiros sintomas e o tratamento mais adequado para cada caso.

ave-calvar-5u4L-E4eQWw-unsplash-2048×1366

As pessoas mais suscetíveis a sofrer com a disfunção são aquelas que usam as mãos repetitivamente, sobretudo, nas atividades profissionais. São elas, faxineiras, costureiras, pedreiros, pintores, operários de linha de montagem e quem trabalha horas a fio com computador (teclado e mouse).

2. Sintomas e diagnóstico

A suspeita de um quadro de tendinite na mão deve começar ao menor sinal de sintomas como dor localizada em uma ou nas duas mãos; dor durante movimentos de rotação, como girar uma chave ou baixar uma maçaneta; e fraqueza na mão para tarefas fáceis, como, por exemplo, segurar um copo cheio.

dan-burton-nRW4I8kuyd8-unsplash

Estes são os principais sintomas, mas outros incômodos também podem significar tendinite na mão. Por exemplo: inchaço, formigamento e ardência. Em algum destes casos, é importante que o indivíduo procure um ortopedista a fim de se ter um diagnóstico.

Na maioria dos casos, o profissional poderá chegar a uma conclusão realizando exames específicos no próprio consultório. Uma opção é o teste de provocação de dor, que auxilia na identificação do local exato da dor e sua amplitude. Já em situações mais complexas, pode ser necessário realizar uma radiografia ou ultrassonografia.

3. Tratamento

A princípio, o tratamento para tendinite na mão é conservador, com medidas simples, porém, indispensáveis para que o quadro evolua adequadamente, com eficácia e rapidez. E uma das iniciativas mais indicadas por ortopedistas é o repouso, evitando exigir dos músculos da região e utilizando uma tala rígida para imobilizar toda a articulação.

Para complementar o tratamento, é recomendável também aplicação de gelo (20 minutos de três a quatro vezes por dia), para redução da dor e do inchaço; uso de medicamento anti-inflamatório em comprimido (por, no máximo, sete dias para se evitar problemas no estômago) ou pomada, aplicando e massageando a região em seguida para uma melhor absorção da pele; e ingestão de alimentos anti-inflamatórios e cicatrizantes como açafrão e ovo cozido.

david-todd-mccarty-fn6ttgYaepc-unsplash

Outra possibilidade para uma melhor recuperação do quadro de tendinite na mão é a fisioterapia. Mas para melhores resultados, é fundamental que o paciente realize diariamente os exercícios. Alguns dos movimentos que ajudam na recuperação são:

Extensão do punho e flexão: apoie o antebraço sobre algo macio (uma toalha enrolada, por exemplo) com a palma da mão para cima e faça movimentos para cima e para baixo;

Supinação e pronação do pulso: com o braço dobrado em 90º, gire o antebraço alternando o posicionamento da palma da mão; ora para baixo, ora para cima;

Ulnar do punho/desvio radial: mais uma vez apoie o antebraço sobre algo macio com o polegar para cima e mova o punho para cima e para baixo;

Flexão e extensão do polegar: espalme a mão, traga o polegar da posição original para a palma da mão e em seguida faça o movimento inverso;

Deslize do tendão da mão: espalme a mão, faça um movimento de gancho com o pulso, volte para a posição espalmada, contraia os dedos sem fechar a mão, espalme a mão novamente, feche-a e, por fim, espalme-a mais uma vez.

No entanto, se paciente e ortopedista lançarem mão de todos estes métodos, e a tendinite na mão persistir por semanas, é provável que se trate de um caso de intervenção cirúrgica. O profissional poderá solicitar um procedimento de raspagem nos tendões para que sejam eliminados os nódulos localizados, o que acarretará redução da espessura do tendão inflamado. Após a operação, será necessário que o paciente dê continuidade às sessões de fisioterapia para um resultado mais eficaz no processo de recuperação.

4. Referências:

–Problemas de tendão na mão (em inglês)

–Tratamentos para tendinite na mão (em inglês)

–Como previr a tendinite na mão